O guia completo de Como Registrar Um Domínio na internet!

A partir de agora você não apenas vai aprender tudo que precisa sobre o assunto, como também vai encontrar um passo a passo de como registrar um domínio.

Vamos te mostrar os erros a serem evitados e as estratégias para escolher o endereço perfeito, aquele que realmente vai ajudar sua marca a se destacar.

Tudo pronto para começar?

Então vamos lá!

O que é um domínio?

O domínio é um endereço que identifica a sua empresa (ou você próprio) na internet.

É como se fosse o “nome” do seu site, podendo também ser utilizado nos seus e-mails.

Um domínio é composto por um nome e uma extensão, como:

  • suaempresa.com.br
  • nome: suaempresa
  • extensão: .com.br

Existe uma infinidade de extensões disponíveis. As principais delas são:

  • .com
  • .com.br
  • .net
  • .org
  • .info
  • .edu

Mesmo que você não queira se especializar na parte técnica, não custa entender como isso tudo funciona, certo?

Tecnicamente falando, cada domínio está ligado a um determinado endereço de IP (Internet Protocol).

O IP nada mais é do que uma sequência de números que identifica cada computador ligado à internet, incluindo o servidor no qual seu site está hospedado (já, já vamos esclarecer esse ponto).

Um endereço de IP é complicado de memorizar e não possui apelo comercial, daí a necessidade do uso dos domínios.

Domínio e hospedagem: qual a diferença?

Na internet, o domínio corresponde ao nome da sua empresa.

Já a hospedagem é como se fosse o ponto comercial no qual o negócio vai funcionar.

Afinal, não basta registrar um CNPJ e criar a marca, é preciso ter um imóvel.

Percebe a diferença?

Ao registrar o domínio (vamos mostrar o passo a passo aqui neste guia), você garante o uso do endereço por um ano.

No entanto, ainda vai precisar de um local para armazenar todos os arquivos que serão usados no seu site.

É aí que entra a hospedagem.

Com ela, os arquivos do seu website estarão salvos em um servidor, que é um computador preparado especialmente para isso.

Assim sua marca estará acessível na internet em tempo integral para qualquer pessoa no mundo, bastando digitar o nome do domínio para acessá-la.

O plano de hospedagem pode ser adquirido junto com o registro ou em separado, é você quem escolhe.

Já o desenvolvimento do site (design, logo, textos, cores, etc.) é como se fosse a arquitetura e a decoração do seu ponto comercial.

Essa parte fica a seu critério.

Você pode tanto fazer por conta própria, utilizando modelos e templates pré-prontos disponíveis da internet, como pode contratar webdesigners, programadores ou desenvolvedores web.

10 motivos para você registrar um domínio próprio

Você já deve ter visto por aí diversos sites que não utilizam domínios próprios.

Eles geralmente têm endereços mais longos, contendo outras informações além do nome da empresa.

É o caso de endereços que usam plataformas gratuitas de criação de blogs, como: www.suaempresa.wordpress.com, ou www.suaempresa.blogspot.com.

O que acontece é que as plataformas de criação de sites como o Blogger ou WordPress permitem que você coloque seu site no ar sem necessariamente comprar um domínio.

O problema é que isso dá uma aparência amadora ao site e, consequentemente, prejudica a imagem da sua empresa.

Nós, da Rock Content, acreditamos que você precisa ter um domínio próprio – até porque isso custa muito pouco. Sabendo da importância, listamos os principais motivos para que você entenda:

1. Credibilidade

Um domínio próprio traz muito mais profissionalismo, demonstrando que sua empresa é séria.

Seus clientes em potencial saberão que você investiu para que a experiência deles no site seja a melhor e mais segura possível.

2. Divulgação

Divulgar um domínio simples e que vai direto ao ponto é muito mais fácil, tanto no boca a boca quanto na própria web.

Seu endereço será mais curto e você ainda poderá escolher uma extensão compatível com sua área de atuação.

Por exemplo, empresas da área de educação podem optar pela terminação “.edu” em seus sites.

3. Memorização

Um endereço próprio também é muito mais fácil de lembrar.

Isso pode aumentar o seu volume de tráfego direto, aquele em que os usuários digitam o nome do seu site direto na barra de endereços do navegador, como o Google Chrome ou o Firefox.

4. Alcance nas redes de pesquisa

As redes de busca, como o Google ou Bing, dão preferência para quem possui domínio próprio. Isso significa que seu site estará melhor ranqueado nas pesquisas (assim como todas as páginas dentro dele).

O resultado é que você vai receber mais acessos, ampliando as oportunidades de negócios.

5. E-mail próprio

Com um domínio registrado você pode ter e-mails personalizados para o seu negócio (por exemplo: nome@suaempresa.com.br).

Isso também dá um toque muito mais profissional na sua comunicação com clientes e prospectos, além de evitar misturar a caixa de entrada pessoal com a profissional.

6. Proteção da marca

Muita gente esquece desse ponto, mas o fato é que qualquer pessoa pode registrar um domínio com o nome da sua marca.

Para se proteger, naturalmente, você deve fazer o registro antes de qualquer outra empresa.

Isso é fundamental para garantir o posicionamento e a reputação da sua organização na internet.

7. Customização do site

Como comentamos, algumas plataformas gratuitas de criação de sites oferecem também domínios grátis (com o nome deles incluso).

Um dos grandes problemas é que, ao optar por uma dessas versões, você sempre estará sujeito às limitações que a plataforma impõe.

Isso inclui não poder customizar o seu próprio site da maneira que quiser.

8. Ausência de anúncios indesejados

Outro inconveniente das plataformas que citamos acima é que, muitas vezes, elas exibem anúncios publicitários sem que você deseje.

Isso acontece para cobrir os custos do serviço que é oferecido gratuitamente.

Porém, quem sofre as consequências é você, já que a navegação e a experiência do usuário no site ficarão prejudicadas.

9. Independência

Quando você é dono do seu próprio domínio, pode fazer o que bem entender com os conteúdos e arquivos que estão no seu site.

Você pode mudar de plataforma – do Blogger para o WordPress, por exemplo – sem perder os links nem as visitas que já recebe periodicamente.

Isso não é possível caso o seu domínio esteja vinculado ao nome de um serviço.

Se o seu site for “suaempresa.blogspot.com”, ao fazer a migração para outra plataforma você terá que começar do zero.

Caso você copie o conteúdo do site antigo, o novo site ainda pode ser considerado plágio pelo Google e outros motores de busca.

10. Baixo custo

Registrar um domínio é bem mais barato do que muita gente pensa, custando a partir de R$ 40,00 ao ano.

Ótimo incentivo para começar, não é mesmo?

Registrando um domínio com final “.br”

1. Confira se o endereço está disponível

O primeiro passo é acessar o Registro.br e verificar a disponibilidade do endereço que você deseja.

Na própria página inicial você vai ver um campo para digitar o nome do domínio.

O legal é que se o domínio já estiver registrado o Registro.br mostrará outras opções similares.

Nem sempre elas serão úteis, mas vale conferir.

Se você quiser entender que tipo de terminação se encaixa melhor para o seu negócio, o Registro.br também traz explicações de cada extensão.

Você pode conferir todas elas nesta página.

2. Cadastre-se no serviço de registro

Depois de consultar um domínio disponível, é hora de fazer seu cadastro pessoal. Para isso basta clicar em “Criar conta” e inserir dados como nome, e-mail, telefone e endereço.

3. Registre o seu domínio

Após seu cadastro pessoal, você estará apto para fazer o registro do domínio em si.

O procedimento é semelhante, com a diferença de que você terá que informar seu CPF ou CNPJ, além de endereço e telefone válidos.

Nessa etapa você também vai informar o DNS do servidor em que seu site está hospedado.

O próprio site Registro.br disponibiliza um serviço de DNS, bastando você selecionar essa opção ao fazer seu cadastro.

4. Faça o pagamento

O preço do serviço de domínio é de R$ 30,00 por ano, mais R$ 27,00 por ano adicional.

Nesse momento você também pode optar por contratar um redirecionador de e-mail.

Dessa forma você poderá ter um endereço com o nome do seu site, conforme já comentamos anteriormente (por exemplo: nome@suaempresa.com.br).

Após a confirmação do pagamento, o Registro.br redirecionará o endereço do seu site para o domínio registrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *